Número total de visualizações de página

sábado, outubro 29, 2011

O que ainda não veio, quem sabe? Eu não sei.


Simplesmente, não sei: embora raras vezes eu já consiga entrar nele, sinto que este é um dos lugares de maior descanso,de maior abertura, de maior oportunidade, para onde a liberdade de vez em quando me traz. A vida é tecida com os fios disponíveis de cada agora. De cada respiro. De cada ação. De cada acontecimento. De cada sabor. É essa tecelã que olha para você neste instante e me olha também. O que ainda não veio, quem sabe? Eu não sei. Sabor é o presente. Saber é quando a gente desembrulha.




MªTeresa Lopes

quinta-feira, outubro 27, 2011

As 4 Leis da Espiritualidade na Índia...






a 27/10/2006 dei início...


a 27/10/2006 dei início a este meu cantinho de desabafos, de momentos por mim vividos, de postagens interessantes que vou "espiolhar" a outros blogues, de receitas que me agradam e enfim de poder partilhar com quem me quiser "ver" um pouquinho da minha vida...Nestes cinco anos acho que o balanço é positivo e tem ajudado a por vezes a "tensão" não subir...

sexta-feira, outubro 21, 2011

...se for necessário muda-se de atitude...

"Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,
mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!"


(Fernando Pessoa)

sábado, outubro 15, 2011

...eu pertenço ao Zé Povinho...


Zé povinho: nesta selva de cimento onde habito,ainda não me descobri,sou um rosto anónimo perdido na multidão,não tenho fama nem gloria sou pássaro ferido sem ninho,sou o zé povinho que tudo paga, sem fama nem gloria ele que se trama,sentado frente ao televisor assiste impotente às noticias que os senhores doutores engenheiros e outros lhe vão impondo, maltrato vilipendiado ultrajado na sua dignidade não sabe como vai ser o seu viver,arrasta-se com dificuldade curvando-se sob o peso da indiferença dos vampiros,que lhe sugam o pouco sangue que lhe resta já enfraquecido,com a falta de nutrientes quase transformado em água, não tem forças nem vontade para lutar vive numa demência dormente,sem saber para onde vai,não tem forças para gritar basta não deixo que me espezinhem mais. Uky.Marques

quinta-feira, outubro 13, 2011

mascarou-se a mentira de verdade...

mascarou-se a mentira de verdade:
da menina flor dos olhos ... solta-se uma lágrima de saudade
mascarou-se de verdade a mentira
nasceram palavras em cepa torta malaguetas pepinos tomates cebolas alho porro, abóbora menina piripiri alfazema,coentros salsa hortelã
tudo que a terra dá
assim nascem palavras destiladas em coisa má, caldeirada à Fragateiro em sabores picantes,palavras acutilantes inveja contida em cheiro a hortelã
entornada no caldo da manhã
cruzes canhoto benze-te logo pela manhã alegra te flor dos olhos menina que logo nasce a verdade,flor de verdes pinhos


Uky.Marques

quarta-feira, outubro 12, 2011

Grito de raiva...


Grito a raiva:
grito a raiva nos cornos da vida
democracia perdida vitória, escarnecida
tanta gentalha! a comer lagosta suada bolota na enseada porco preto pezinhos de coentrada
uns comem tudo outros comem nada
grito a raiva nesta terra sem amor
feijão frade de duas caras neste pardieiro de mentira onde o bobo é senhor pátria sem glamor
onde tudo é roubado sem pudor
uns comem pezinhos de porco preto outros lagosta suada nesta minha pátria malfadada...



Pu..Uky.Marques

terça-feira, outubro 11, 2011

...metem nojo...


...pois é isso mesmo há pessoas=baratas...

segunda-feira, outubro 10, 2011

A FORÇA DAS PALAVRAS


Antiga Bênção Celta
Que o caminho venha ao teu encontro.
Que o vento sempre sopre às tuas costas
e a chuva caia suave sobre teus campos.
E até que voltemos a nos encontrar,
que Deus te sustente suavemente na palma de sua mão.
Que vivas todo o tempo que quiseres
e que sempre possas viver plenamente.
Lembra sempre de esquecer as coisas que te entristeceram,
porém nunca esqueças de lembrar aquelas que te alegraram.
Lembra sempre de esquecer os amigos que se revelaram falsos,
porém nunca esqueças de lembrar aqueles que permaneceram fiéis.
Lembra sempre de esquecer os problemas que já passaram,
porém nunca esqueças de lembrar as bênçãos de cada dia.
Que o dia mais triste de teu futuro
não seja pior que o dia mais feliz de teu passado.
Que o teto nunca caia sobre ti
e que os amigos reunidos debaixo dele nunca partam.
Que sempre tenhas palavras cálidas em um anoitecer frio,
uma lua cheia em uma noite escura,
e que o caminho sempre se abra à tua porta.
Que os anjos te protejam, e o céu te acolha.
E que a sorte das colinas Celtas te abrace.
Que a boa sorte te persiga, e a cada dia e cada noite tenhas
muros contra o vento, um teto para a chuva, bebidas junto ao fogo, risadas que consolem aqueles a quem amas,
e que teu coração se preencha com tudo o que desejas.
Que Deus esteja contigo e te abençoe, que vejas os filhos
de teus filhos, que o infortúnio te seja breve e te deixe rico de bênçãos.
Que não conheças nada além da felicidade, deste dia em diante.
Que Deus te conceda muitos anos de vida;
com certeza Ele sabe que a terra
não tem anjos suficientes…
...e assim seja a cada ano, para sempre!

Amizade...

quarta-feira, outubro 05, 2011

...e o Verão continua...



O verão este ano não nos quer deixar por isso vou aproveitar pelos belos passeios pelo campo e pela praia, neste 5 de Outubro de 2011 continuamos aqui com temperaturas acima dos 30º de dia e cerca de 20º pela noite.


...isto é que vai uma crise!...


Tens que largar a mão
P'ra eu sair de pé
Sou o teu anjo e não me vês
Na parte calma do que és

Tens que largar a mão
E sair de pé
Sou o teu anjo a procurar
A parte quente do que vês

Mas há portas por fechar
Com o chumbo a prender
É mais forte do que quero acreditar
E se tudo vai com o vento a escorrer
Não sou eu quem vai lutar agora

Se eu não for quem vai ser
Se eu não for quem vai
Ter o teu melhor
Se eu não for quem vai seguir a tua mão
E levar-te com o sol
Eu sei

Vais aprender a olhar quando a dor vier
Vais aprender a desvendar a parte fraca do que és
P'ra descobrir depois quando a luz voltar
Tens um jardim a procurar
Que precisa de saber
Quanto tempo vai durar
Este muro a prender
É mais forte do que queres acreditar
E se tudo vai com o vento a escorrer
Não sou
eu que vai lutar agora
Se eu não for quem vai ser
Se eu não for quem vai
Ter o teu melhor
Se eu não for quem vai seguir a tua mão
E levar-te com o sol
Eu sei
E levar-te com o sol
Eu sei
Se eu não for quem vai ser
Se eu não for quem vai
Ter o teu melhor
Se eu não for quem vai seguir a tua mão
E levar-te com o sol
Eu sei

,,,viver no Algarve...

Para viver no Algarve não é preciso muito.
Dois palmos de terra e os pescadores constroem uma cabana à beira da ria.
Depois com trabalho, sorrisos e uma cana de pesca,
se constrói uma vida. Constrói-se esta alegria.



Há marisco! Conquilhas, Ameijoas, Sapateiras ou Lingueirão,
há peixe fresco, mar salgado e quatro meses de verão.
Ha os «Cámónes» que cá passam e deixam o seu dinheiro,
Depois em Setembro muitos se vão, outros ficam cá o ano inteiro.





Há também quem deles precise,
para todos os dias fazer chegar a sua casa o pão.
Pessoas essas que sabem dar e receber,
Que sabem tornar em paraíso, qualquer quarto de Hotel ou Pensão.

Temos barcos, redes e muitas milhas de agua azul,
toneladas de areia branca e quilómetros de praia,
e tudo isto num cantinho do extremo Sul,
de uma ponta a outra. Sem que daqui se saia.
E se junto ao mar o tempo ficar feio,
se estiver «Cachão» ou o mar agreste,
Vamos mais para dentro dar um passeio.
E vemos Montes e Vales de cor verde. De jipe, de burro ou a pedestre.


E este povo feito de marinheiros,
sabe receber e deixar ficar. Alegremente.
Alguns estão de passagem apenas mas vão voltar,
outros acabam por ficar. Para sempre.










domingo, outubro 02, 2011

...oh gentinha ...


A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista; a inteligência coloca-se na rectaguarda para ver.

Bertrand Russell

Ingratidão é uma forma de fraqueza. Jamais conheci homem de valor que fosse ingrato.

Johann Goethe

Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.

Thomas Edison
...por isso Eu não desisto...