Número total de visualizações de página

terça-feira, novembro 12, 2013

quinta-feira, novembro 07, 2013

...tentar perceber o SER que sou...

AUTO-ESTIMA 

Nem sempre o que parece é. Nem sempre o que a uma primeira abordagem nos parece ser o mais apropriado, é o que está a ser preparado para o vosso espírito vivenciar aí em baixo, na matéria. Algumas perguntas deveriam ser feitas: O que é que me move? Porque quero fazer tal coisa? Porque me sinto só? Porque desejo que me aceitem? Que me dêem valor? Estas e outras perguntas do género são apropriadas nesta altura. 

Nada do que os outros te possam dar, atenção, aceitação, reconhecimento, valorização, status, nada dessas atribuições fornecidas pelos outros, fora de ti próprio, irão poder preencher a maior lacuna. Falta de auto-estima. E assim, vais fazendo coisas para agradar aos olhos que te rodeiam, numa tentativa vã de que eles te ajudem, através do reconhecimento que te dão, a gostar mais de ti próprio, a aumentar a auto-estima. 

Aprende uma coisa de uma vez por todas. Gostar de ti próprio, ter auto-estima, não depende de nada que te possam dizer, fazer ou fornecer. Não depende de nada que possas alcançar ou conseguir, não depende de nada que possas almejar ou perseguir. Gostar de ti próprio, aumentar a tua auto-estima, apenas depende de algumas condicionantes, mas sempre, sempre de dentro para fora, e não o oposto. 
~~

Gostar de ti próprio depende de ser, não de fazer nem de ter.
E ser é simples. Parado, quieto, aceder ao mais interno do teu ser. Sentir, sentir, sentir e ficar interiorizado com o que sentes. A princípio é estranho, mas isso é normal. Afinal, ainda é um lugar desabitado por completo. Mas aos poucos, ao parares o pensamento e acederes, acederes a ti próprio no centro do sentimento, irás começar a perceber, finalmente, o que é Ser. 

Ser é sentir. O resto é a festa folclórica que o ego faz para vos distanciar do que são, do vosso interior, que é onde se localiza a essência. A auto-estima está localizada no Ser. Tudo o que tentas fazer ou ter para a encontrar será um processo vão e ineficaz que só te trará desilusão, frustração e dúvida. Acede ao que és, e este amor incondicional cá de cima irá penetrar na tua vida, como que por magia. E se já acreditas que o céu é mágico, vais ficar a acreditar ainda mais. Vem ter comigo. Vem ter contigo. 


Jesus