Número total de visualizações de página

quarta-feira, maio 30, 2012

...sou EU...


ATENÇÂO 

Eu estou no barulho que a colher faz quando mexe o chá. Estou na natureza,
nas mais ínfimas coisas. Dar atenção às mais pequenas coisas é dar-me
atenção a mim. Eu sei que queres dar-me atenção quando meditas,rezas
ou elevas os teus pensamentos ao céu. Isso eu compreendo e agradeço.

Mas repara que também estou aí em baixo a dar luz às mais pequenas
coisas... às quais tu não dás importância. Tu pensas que eu só estou
nas coisas importantes e só dás importância às coisas importantes.
E se eu te disser que estou na chuva que cai, na flor que pisaste,no
animal que não cuidaste, em toda e qualquer manifestação de vida?

E se eu te disser que estou no barulho que a colher faz quando mexe o
chá, que estou no próprio chá e na solidão de quem mexe o chá? E se
eu te disser que estou dentro de ti, dentro do teu peito, dentro dessa
coisa mais importante deste mundo a que tu não dás importância
nenhuma?

E se eu te disser que estou dentro das lágrimas que os teus olhos soltam
quando te decides a chorar e libertar toda essa emoção contida? E se eu
te disser que estou nesse sorriso largo e aberto, sorriso franco de quem
chora quando é preciso e se alegra nos momentos bons da vida?

Da próxima vez que fores fazer a coisa mais ínfima deste mundo, pensa em
mim. Abre o coração e deixa-me entrar. Eu estarei aí.


Jesus


...continuação

...continuação do nascimento dos falcões...



segunda-feira, maio 28, 2012

28 de Maio: Em 1926 foi salva a dignidade nacional


28 de Maio: Em 1926 foi salva a dignidade nacional
 Em 28 de Maio de 1926 as Forças Armadas, animadas por um sentimento unânime de defesa da dignidade nacional, resolveram instaurar um regime de ditadura militar, formando-se então um governo alheio aos partidos e às ideologias partidárias, constituído por técnicos e peritos em matéria de administração dos vários departamentos estaduais.
 Depois de várias hesitações e peripécias, de feitas algumas tentativas infrutíferas e de vencidas várias dificuldades, apenas em 1928 o País passou a ter um governo com autoridade, eficiente e responsável. O facto é que passados apenas dez anos a face do País já era inteiramente diferente, mercê da capacidade, patriotismo e honestidade dos governantes e, também, do franco e decidido apoio da população, Portugal havia retomado o seu lugar entre as nações da Europa, passando a estar presente, de cabeça erguida e livre, como pedra válida no xadrez da política internacional.
 Tanto os estrangeiros como os nacionais residentes fora do País puderam verificar e testemunhar o ressurgimento experimentado e bem assim o progresso que beneficiou a terra portuguesa; simultaneamente, Portugal recuperou o prestígio e o respeito que a sua fulgurante história fazia jus, apesar de ter estado privado de um e outro, ou pelo menos bastante diminuído, durante mais de cem anos.
 Para que fossem alcançados aqueles resultados foi necessário pôr termo às lutas partidárias e às quezílias que alimentavam as rivalidades entre as diversas facções, uma vez que a divisão comprometia a unidade nacional, punha em risco a independência do País e consumia os esforços e recursos necessários à ciclópica tarefa de retirar a Nação da injusta situação de miséria e subdesenvolvimento em que ela se achava.
 Os partidos políticos foram banidos, embora já se achassem desfeitos por falta de adeptos e também em face do descrédito em que haviam caído, tanto os seus programas ou doutrinas, como também os seus dirigentes e camarilhas; a Nação, na sua maioria, farta de sofrer os males da orgia carnavalesca até então vivida no plano político, não regateou o seu indiscutível apoio ao novo regime e aos seus dirigentes, cujos objectivos residiam única e exclusivamente na intransigente defesa ou salvaguarda dos interesses nacionais.
 Com efeito, saneadas as finanças logo no primeiro ano de governo, foi então possível levar a cabo a construção das infra-estruturas e equipamentos essenciais não só ao bem-estar das populações, como também imprescindíveis à revitalização da anemiada e estagnada economia. Foram então construídos e reparados muitos milhares de quilómetros de estradas, foram renovadas as vias férreas, melhoradas as comunicações, construídos portos e erguidas grandes barragens para a irrigação dos campos e, muito especialmente, para a produção de energia eléctrica.
 Os serviços de saúde foram beneficiados com novos hospitais e o ensino foi dotado de estruturas modernas, tendo sido construídos, aos milhares por todo o País, os estabelecimentos escolares exigidos pelos vários graus de ensino.
 A Marinha de Guerra foi totalmente reconstruída, tendo sido dotada de navios modernos, em boa parte construídos em estaleiros nacionais, passando o pavilhão português a marcar significativa presença não apenas nas águas continentais, na salvaguarda dos nossos recursos marítimos, mas também nos mares tropicais da África, Ásia e Oceânia. Simultaneamente procedeu-se ao rearmamento do Exército, tendo este sido dotado não só de material moderno como também foram construídos muitos aquartelamentos amplos e capazes de satisfazer as necessidades de grandes efectivos. A Aeronáutica Militar conheceu a maioridade e foi equipada com importantes oficinas e material de voo indispensável à instrução e treino do pessoal e também ao serviço de campanha.
 A economia experimentou um tal desenvolvimento que o País passou a figurar entre as duas dezenas de nações mais desenvolvidas, sendo de relevar a subida do produto interno bruto, cujas taxas de crescimento atingiram níveis invejáveis que prenunciavam um espectacular desenvolvimento económico.
 Por mais que os caluniadores e detractores do regime do Estado Novo e dos seus dirigentes pretendam solapar ou diminuir a grandiosa obra então realizada, tanto no campo material como no do espírito, a História não deixará de apontar aos vindouros que os 46 anos daquele regime nacional restauraram Portugal e tonificaram nos corações e nas mentes dos patriotas o orgulho da sua qualidade de Portugueses.

domingo, maio 20, 2012

Candilerías 2.0: La Virgen de las Angustias visita Portugal cuatro ...

Candilerías 2.0: La Virgen de las Angustias visita Portugal cuatro ...: Cuatro siglos después de que la Virgen de las Angustias fuese encontrada por los hermanos Corito en aguas del Guadiana, la venerada imagen s...

...miminhos...

...docinhos da Martita

uuummmmhhh DELICIA
ai o colesterol...lol...
pormenores: Prato de alumínio da tropa (Mafra) do Manelinho 1982; Naperon feito por moi (Clarinha) 1999...

sexta-feira, maio 18, 2012

Uma árvore


Uma árvore



Queria ser como uma árvore
Queria ficar ali 
Impavida e serena
Vergando-me ao sabor do vento
Indiferente às tempestades
Queria ser grande e forte,
como uma árvore
para morrer de pé
imponente e majestosa
mas...
Sou pequena
Sou minúscula
Sou gente
Sinto o vento
Abalo-me com as tempestades
só queria ser
como ela
a árvore!!!

Eu e o vento


Eu e o vento


Eu e o vento...
Hoje o vento tras-me boas noticias...
O  vento segreda-me coisas...
No seu tocar(me)de mansinho diz-me o vento...
Diz-me o vento que me queres
Diz-me o vento que me querias
E o vento diz-me também...
O vento,diz-me...
Ai ai o vento diz-me coisas que não posso contar
Ele pediu-me segredo
Pediu-me para não falar
O vento pediu-me apenas
Para me deixar ‘’AMAR’’
Falo muito com o vento
Conto-lhe tantos segredos
Enleamo-nos um no outro
Havemos de encontrar-nos
Teremos  que nos juntar
Só...
Para’’AMAR’’...
Eu
E o vento!
(EU)
16-05-2012

...vai um cafézinho?


quinta-feira, maio 17, 2012

Dia da Espiga


Dia da Espiga
  •  A Quinta-feira da Ascensão é uma festa religiosa católica. Há locais onde é mesmo um dia feriado.
    Celebra a ascensão de Jesus ao Céu, depois de ter sido crucificado e de ter ressuscitado (A Ressurreição é o que a Páscoa celebra).

    A história é esta:
    Quarenta dias depois da Ressurreição, Jesus apareceu pela última vez aos seus discípulos, em Jerusalém, e levou-os ao Monte das Oliveiras.
    Depois de lhes ter renovado a promessa do Espírito Santo, ergueu as mãos ao céu e abençoou-os. Nesse instante começou a elevar-se no ar e não tardou que uma nuvem o escondesse dos olhos deles. Como estes continuaram a olhar o céu, apareceram-lhes dois anjos a anunciar que Jesus voltaria do mesmo modo que o viram subir.
    Então os discípulos deixaram o Monte das Oliveiras e regressaram a Jerusalém.
  • Este dia (a Ascensão) ocorre cerca de quarenta dias depois da Páscoa, e é sempre a uma quinta-feira.
  • E, também, sempre nessa data, celebra-se o Dia da Espiga ou Quinta-feira da Espiga.
  •  Tradicionalmente, de manhã cedo, rapazes e raparigas vão para o campo apanhar a espiga e outras flores campestres.
    Com elas, formam um ramo com: espigas de trigo, folhagem de oliveira, malmequeres e papoilas. O ramo pode também incluir centeio, cevada, aveia, margaridas, pampilhos, etc.
  • Cada elemento simboliza um desejo:
      - A espiga = que haja pão (isto é, que nunca falte comida, que haja abundância em cada lar)
      - O ramo de folhas de oliveira = que haja paz (lembra-te que a pomba da paz traz no bico um ramo de oliveira) e que nunca falte a luz (divina). (Dantes as pessoas alumiavam-se com lamparinas de azeite, e o azeite faz-se com as azeitonas, que são o fruto da oliveira.)
      Flores (malmequeres, papoilas, etc.) = que haja alegria (simbolizada pela cor das flores - o malmequer ainda «traz» ouro e prata, a papoila «traz» amor e vida e o alecrim «traz» saúde e força)
  •  O ramo é guardado ao longo de um ano, até ao Dia de Espiga do ano seguinte, pendurado algures dentro de casa.
  • Acredita-se que este costume, que surge mais no centro e sul de Portugal, nasceu de um antigo ritual cristão, que era uma bênção aos primeiros frutos.
  • No entanto, por ter tanta ligação com a Natureza,pensa-se que vem bem mais de trás no tempo, talvez de antigas tradições pagãs associadas às festas da deusa Flora que aconteciam por esta altura e às quais se mantém ligada à tradição dos Maios e das Maias.
  • Hoje em dia, nas grandes cidades, as pessoas já não vão colher o Ramo da Espiga (nem há onde...), mas há quem os venda, tendo-os colhido e atado, fazendo negócio com a tradição... E ajudando a preservá-la





AQUI FICA UMA SUGESTÃO
Quinta-feira da Assunção ou Ascenção. celebra-se com um passeio matinal pelos campos, em que se colhe um ramo chamado Espiga composto por uma espiga de cevada, malmequeres, papoilas, alecrim, um raminho de oliveira e uma tranquinha de videira. Também se costuma guardar um” papo seco” de um ano para o outro para colocar sobre o nó que ata o raminho, para que nunca falte o pão. Depois o ramo coloca-se atrás da porta para abençoar a casa, e só se tira no proximo ano.
De acordo com a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.
O dia da espiga é também o "dia da hora" e é considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que supostamente não se devia trabalhar.
Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, ao meio-dia, em que em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda, as folhas não se cruzam, nem o passarinho vai ao ninho ".
Cada planta tem um simbolismo:
Espiga - pão;
Malmequer – ouro e prata;
Papoila – amor e vida;
Oliveira – azeite e paz;
Videira – vinho e alegria;
Alecrim – saúde e força.

  • .

 


quarta-feira, maio 09, 2012

O QUE DIZ O DIA DE SEU NASCIMENTO?


O QUE DIZ O DIA DE SEU NASCIMENTO?


Euzinha:

31 – “Dia da Habilidade”

Você é uma pessoa companheira, adora viajar, gosta muito de conversar com as pessoas, ama a natureza. Muito cuidado com as extravagâncias, com a falta de perdão e tente entender que para tudo existe disciplina. Não é adepta a viver sozinha e sim acompanhada de alguém de convivência prazerosa.

Filhota:

16 – “Dia do Triunfo”

Você é uma pessoa muito ligada ao universo espiritual e isso pode ser e muito promissor para dirigir a sua vida. Normalmente, é perfeccionista e se irrita com facilidade, não é muito tolerante diante das situações da vida. Às vezes, certos barulhos das pessoas o incomodam, então, nesses momentos, tente controlar a situação e elevar seus pensamentos rumo à paz de espírito. Para isso, faça reflexões sempre que puder.

Amoreco:

18 – “Dia do Poder Mental”

Você é uma pessoa muito determinada, ativa, independente, generosa, intelectual e apaixonada pelo conhecimento. Adapta-se e bem no mundo da escrita, da comunicação, adora viajar e possui uma forte personalidade no universo das opiniões. Isso significa que ao tomar decisões, raramente, muda de ideia em razão de sua determinação em alta. Muitas vezes, age muito pela emoção, mas a razão estará sempre presente dependendo do assunto. Dirige e muito bem a vida sem sérios problemas, sabe sempre o que deseja! É aquela história: “minha mente é a minha sentença”.

terça-feira, maio 08, 2012

...Amadurecendo...


Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam
poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram,
cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir
assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafectos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!"

Poesia de Mário de Andrade

segunda-feira, maio 07, 2012

... beautiful, lol...



                                  Põr-do-Sol em praia de Faro

sábado, maio 05, 2012

Maio

Maio mês de Maria



a Ti te ofereço as "minhas - tuas" Rosas





sexta-feira, maio 04, 2012

Família de encantar :-)


O primeiro filhote a nascer foi o João...
A Natureza é algo "brutal" e magnifico...

...como é bom VIVER...viva a VIDA

Isto aconteceu numa janela do 2º andar num prédio na zona de Lisboa em Abril de 2012, a família que lá mora explica:Depois de mais de um ano a estudar as janelas da minha casa, o casal de falcões decide nidificar num pequeno canteiro pendurado junto à janela do quarto da minha filha! Tudo em directo no site http://falcao.novidades-de-encantar.pt/ A espécie é o Falco tinnunculus, cujo nome vulgar é Falcão Peneirei...



meu signo


decepção,dor ou humilhação





Quando chegar uma decepção,dor ou humilhação
Se de repente,

parecer que tudo vai dar errado,e que nada tem jeito,
lembre-se:


"Deus está atento, Ele tem seus planos,seus caminhos"e "tudo concorre para o bem dos que amam a Deus"