Número total de visualizações de página

quinta-feira, abril 07, 2011

serei EU?!...


Identidade

Preciso ser um outro
para ser eu mesmo

Sou grão de rocha
Sou o vento que a desgasta
Sou pólen sem insecto
Sou areia sustentando
o sexo das árvores

Existo onde me desconheço
aguardando pelo meu passado
ansiando a esperança do futuro
No mundo que combato morro
no mundo por que luto nasço

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"

QUANDO EU MORRER jÁ PEDI E TORNO A PEDIR:
QUERO SER CREMADA E AS MINHAS CINZAS LANÇADAS DO ALTO PARA UMA
PAISAGEM LINDA E CALMA ...
Assino: Clarinha


Sem comentários: