Número total de visualizações de página

quarta-feira, fevereiro 15, 2012

...tou tristinha...



Se estás
triste, fica triste. Aproveita. Se te apetece chorar, chora. Aproveita.
Não é todos os dias que consegues alcançar esse estágio de fragilização.
E a fragilização é soberba. Faz-te reavaliar as coisas, as relações.
Faz com que te ponhas em causa.
Faz reacender a chama da sensibilidade absoluta, lágrima
ao canto do olho, pronta para saltar.
E essa sensibilidade é a tua grande arma.
É com ela que vais receber as intuições, ordens cósmicas para avançar.
Sem essa sensibilidade e essa fragilização, a tua vida fica no plano mental, e o teu percurso energético fica anulado.

Essa tristeza é bem-vinda. Faz parte do ciclo das fragilidades.
E esse ciclo tem de ser respeitado.
Há dias em que acordas bem e outros em que acordas mal. É um ciclo alternado e dual, sem fim, onde vais trabalhando a tristeza, chorando, fazendo os teus lutos particulares, para quando virar o ciclo e vier a alegria, esta ser
verdadeira, grandiosa, limpa e generosa. Respeita os ciclos. Respeita a tua
tristeza assim como respeitas a tua alegria.
E fica sabendo que os homens que respeitam os ciclos são muito bem-vindos no céu.

Jesus

Sem comentários: