Número total de visualizações de página

sábado, abril 19, 2014

A vida renovada...




E porque é bom ver-te e ter-te comigo...

É bom ver-te chegar
Trazes o sorriso da saudade
Que esforço por abafar…
E um abraço selando no infinito
O eco dum grito
Num coração de mãe a transbordar…
A ausência não mata nem desata
este laço que nos une
E se em cada indesejada partida
Uma lágrima se verteu
Há vida em cada chegada
No retorno dum pedaço
Que de mim se desprendeu…

1 comentário:

Dulce Gomes disse...

Boa tarde.
Encontrar aqui a minha poesia tem um sabor agridoce.
Aqui fica a pergunta:
Porque não informa qual a fonte donde retirou este poema?
http://degraudesilencio.blogspot.pt/2011/08/amo-te-filha.html