Número total de visualizações de página

terça-feira, julho 05, 2011

Ontem, hoje e amanhã...


Ontem acordei. Hoje abri os olhos. Amanhã fechá-los-ei.

E em poucas horas vivi uma vida! Passou tão depressa, que nem dei por isso…
O mundo continua a girar, e não pára, indiferente à minha dor. Depois de eu me ir, as abelhas continuarão a sugar o néctar das flores e quando fizerem mel, este adoçará as bocas de
inúmeras pessoas, enquanto que a minha boca não mais saboreará sabores, nem sequer produzirá saliva…Quando sol e chuva se juntarem dando origem ao mais belo dos arco-íris, olhos o contemplarão e reflectirão todas as suas sete cores, enquanto que os meus olhos fechados, terão perdido a faculdade de ver, emesmo tapados pelas pálpebras, terão perdido a capacidade de sonhar como outrora o faziam, quando cerrados viam as imagens produzidas pela minha mente…
Quando no Outono o cheiro a castanhas assadas for presenteando os transeuntes nas ruas
fazendo-os esboçar sorrisos, no meu nariz não mais circulará ar, e nem mesmo o cheiro putrefacto do meu corpo decomposto me fará esboçar sequer uma careta de desconforto…Quando mãos apalparem fruta nos supermercados para conferirem a qualidade da mesma, as minhas mãos outrora revestidas por carne e pele, serão apenas ossos e tudo o que em vida por elas passava não mais passará e é certo que passava muita coisa!...Mas bocas que continuarão a ser adoçadas tecerão críticas aos meus escritos e provavelmente utilizarão a mesma língua que saboreou o mel para ler algumas das histórias em voz alta…Olhos que continuarão a contemplar e a reflectir, reproduzirão as minhas histórias quer abertos, quer cerrados pelas pálpebras, como se de projectores se tratassem…Narizes que continuarão a cheirar, sentirão o odor a tinta e a papel quando um livro meu folhearem e conseguirão cheirar todos os perfumes que lhes procurei transmitir por palavras…Mãos que continuarão a apalpar, revestidas por carne e pele,sentirão a textura das páginas onde os meus textos estiverem escritos e medirão a grossura das páginas da minha obra…A minha boca, os meus olhos, o meu nariz,as minhas mãos, foram-se para sempre. Mas parte da minha essência, da minha pessoa, da minha alma, de …mim,permanecerá para sempre e continuará a mexer com a boca, olhos, narizes, mãos e”eus”de terceiros.
Assim sendo: ontem acordei. Hoje abri os olhos.
Amanhã fechá-los-ei e ….depois de amanhã ressuscitarei!...
Ana Estrela-3:39-05-07-2011_

Sem comentários: